Pular para o conteúdo

CARTILHA CONTRA A VIOLÊNCIA DE GÊNERO

A violência de gênero é um tipo de violência física ou psicológica exercida contra qualquer pessoa ou grupo de pessoas sobre a base gênero que impacta de maneira negativa em sua identidade e bem-estar social, físico ou psicológico.

DICIONÁRIO DE TERMOS

Consiste em como a pessoa se sente e se percebe em relação ao seu gênero. Trata-se de um sentimento e percepção sobre si mesmo. As identidades de gênero podem ser feminina, masculina, trans, travesti ou ainda pode ser designada como mulher, homem, mulher trans, travesti, trans masculino, trans não-binárie, entre outras possibilidades.

A misoginia, significa, literalmente, o ódio em relação a mulher. Trata-se de uma aversão e desprezo à mulher e ao feminino que são manifestados por práticas, condutas e discursos de ódio e violência.

O assédio sexual é um constrangimento de caráter sexual que pode ser manifestado por contato físico, gestos, palavras e outros meios. O assédio sexual é considerado crime.

Acontece quando a mulher é interrompida com frequência enquanto expõe seus argumentos.

Acontece quando um homem explica algo para uma mulher sem levar em consideração que ela tem o conhecimento daquilo ou que ela acabou de falar o que ele está repetindo.

Forma de preconceito manifestada por opiniões, atitudes, comportamentos e pensamentos que, de diferentes formas, privilegia os homens em detrimento das mulheres. Na prática, uma pessoa machista é aquela que acredita que homens e mulheres têm papéis distintos na sociedade, que a mulher não pode ou não deve se portar e ter os mesmo direitos de um homem ou que julga a mulher como inferior ao homem em aspectos físicos, intelectuais e sociais.

FAÇA A DIFERENÇA

A TRAVESTI

Travesti é uma identidade de gênero feminina, portanto, devem ser tratadas sempre no feminino. É “A travesti”.

PERGUNTE

Se você tem dúvida sobre como se referir a determinada pessoa, pergunte a ela como gostaria de ser chamada, sendo sempre respeitosa e cuidadosa.

TENHA EMPATIA

Evite atitudes ofensivas e preconceituosas, aja sempre com respeito, naturalidade e empatia.

ESCUTE

Nunca subestime o conhecimento de uma mulher. Deixe-a expôr suas considerações e argumentos sem interrupções e escute-a atentamente durante seus momentos de fala. 

REVEJA OS SEUS CONCEITOS

Gênero ≠ sexo biológico

O termo Gênero Biológico está errado e não deve ser usado. Apenas o sexo é uma característica biológica, a construção de gênero é um produto das construções sociais.

Toques indevidos, é assédio!

Propostas sexuais constrangedoras, chantagem em troca de benefícios ou para evitar prejuízos no trabalho, humilhações ou intimidações feitas por superiores hierárquicos.

“Hermafrodita”

O termo Hermafrodita está errado e não deve ser usado. O termo correto é intersexo.

NÃO SUBESTIME MULHERES

Normalmente, os homens interrompem, explicam coisas básicas e óbvias, subestimando o conhecimento da mulher.

Indicações

Legislação

Lei Maria da Penha, Lei Carolina Dieckmann, Lei do Minuto Seguinte, Lei Joana Maranhão e Lei do Feminicídio são algumas das legislações que visam proteger todas as pessoas que possuem identidade de gênero feminina.

Audiovisual

Livros

Instagram

Realização:

Pular para o conteúdo