Manual HackNit 2018

Hackathons são maratonas em que programadores, designers e outros profissionais se unem para discutir ideias e desenvolver soluções tecnológicas para problemas específicos que exigem respostas em determinados prazos. São ferramentas que se inserem perfeitamente no contexto de cidades inteligentes, já que engajam a sociedade, fazendo pensar em soluções para problemas urbanos por meio do uso da tecnologia.

Diante deste contexto, surge o HackNit como uma oportunidade única de envolver os moradores de Niterói na resolução dos seus problemas, incentivando a participação social e empregando iniciativas de tecnologia para otimizar a administração municipal. Nesta edição, o evento tem como foco as soluções que utilizem a Internet das Coisas (IoT), Inteligência Artificial (AI) e Conectividade entre Sistemas. Com diversas mudanças em relação a edição passada, o HackNit 2019 busca fomentar o tema de inovação, se estabelecendo como um marco para os niteroienses e todos aqueles que acreditam no poder da tecnologia no setor público.

 

  ACESSE O MANUAL

Manual de Monitoramento e Aceleração De Projetos Estratégicos do NGE
Este Manual registra, de forma sucinta e objetiva, o trabalho desenvolvido pelo Núcleo de Gestão Estratégica – NGE da Prefeitura Municipal de Niterói - PMN, criado em fevereiro de 2015 para operacionalizar o “Programa Niterói Metas e Resultados” e os Projetos Estruturadores definidos a partir do Plano de Desenvolvimento Estratégico “Niterói Que Queremos”.

O Manual não se propõe a esgotar todos os aspectos do trabalho do NGE, até porque sua dinâmica acrescenta novas estratégias e metodologias a cada novo desafio enfrentado pelos Projetos Estruturadores. Tem por objetivo, além de gerar memória, auxiliar gestores e servidores do próprio Núcleo, da PMN como um todo, bem como de outros Municípios apresentando algumas estratégias e metodologias de aceleração e superação de restrições e gargalos de Projetos Estratégicos de governo.

É resultado de 5 anos de trabalho conduzido por uma jovem equipe competente, dinâmica e comprometida com o governo no alcance de metas e resultados, que tive a honra de coordenar a partir de maio de 2018. Portanto o mérito do trabalho - que encontrei já consolidado, agregando um pouco de minha visão e experiência como gestora pública - se deve às pessoas que me antecederam na gestão do NGE e à equipe que hoje desenvolve as atividades do Núcleo. Em especial, Gláucia Macedo (Coordenadora do NGE no período de 02/2015 a 05/2018), Ellen Benedetti (Subcoordenadora do NGE de 02/2015 a 12/2017) e Elissa Rasma (Subcoordenadora do NGE desde 01/2018).

Se este registro não esgota o conteúdo, esperamos que possa demonstrar a importância do papel do NGE enquanto catalizador e acelerador de processos, articulador e integrador de atores e setores públicos e destes com agentes externos envolvidos no trabalho – setor privado e sociedade.

Destaque-se, finalmente, a visão de futuro e de qualidade e transparência na gestão do Prefeito Rodrigo Neves, ao estruturar o Planejamento Estratégico “Niterói Que Queremos” e criar um Núcleo, vinculado ao Gabinete do Prefeito, para acompanhar e garantir as entregas e o cumprimento de metas estabelecidas com a sociedade nos prazos estabelecidos.

  ACESSE O MANUAL

Cartilha: O Uso da Tecnologia na Gestão Pública

O emprego de Tecnologias da Informação na gestão pública não é uma novidade. Remonta à década de 1960 a utilização de ferramentas de informática para o armazenamento de dados, a automação de processos, a estruturação de sistemas de pagamentos e de gestão de recursos humanos, entre outros. Grande salto teve lugar, contudo, com o desenvolvimento de redes computacionais, principalmente, da Internet.

Onde antes imperava a utilização local de tecnologias isoladas para a automação de processos existentes e o atendimento das demandas internas de cada órgão (de maneira fragmentada e muitas vezes redundante), passou-se a adotar o redesenho e a racionalização de processos, o compartilhamento de recursos (tecnologias e informações) e o atendimento focado às necessidades do cidadão.

Essa mudança de perspectiva quanto à utilização de Tecnologias da Informação e Comunicação acompanha as reivindicações por mudanças na gestão pública, as quais tiveram lugar especialmente nas últimas três décadas. De maneira geral, as TIC têm sido empregadas para responder a demandas por serviços públicos mais eficientes e eficazes, por transparência e prestação de contas à sociedade, bem como por novos espaços de participação no fazer público.

  ACESSE A CARTILHA

Cartilha de Ajuda de Custo

A SEPLAG, visando facilitar o entendimento de certos procedimentos administrativos, tem o projeto de elaborar algumas cartilhas em 2019. O propósito destas cartilhas é resumir os principais pontos da legislação vigente, de modo a facilitar o entendimento de sua leitura a partir das principais dúvidas sobre o processo. A primeira delas é sobre Ajuda de Custo, baseada no Decreto 12.525/2017.

Download da Cartilha

A divulgação das cartilhas, em conjunto com outros procedimentos já em implantação pela SEPLAG, busca diminuir a ocorrência de erros e melhorar a eficiência e rapidez na tramitação dos processos. Ainda assim, a SEPLAG reforça que a leitura da cartilha não exclui a leitura do decreto. Além disso, possíveis atualizações da legislação devem ser observadas pelo demandante, sendo obrigação de quem pleitear a ajuda de custo atender às novas regras, caso sejam aprovadas.

Receba as novidades da EGG por e-mail

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário